sexta-feira, 21 de março de 2008

Ardente fogo...


Ardente fogo que me trás o pensamento em ti
Quase não respiro, paro, ofegante te chamo
Sinto você tão perto e tão longe
Sinto tua presença, teu cheiro, tua aura

Teu cheiro entra no meu quarto e na
minha alma com o vento, se aninha e fica
tira meu sossego, me faz pensar tanta coisa
me tira a paz. Que desespero. Que merda!

Fico assombrada com a mistura que você faz na minha cabeça
Com a tirania da tua falsa presença, da tua ausência
Ditadora e cruel, que não me deixa escolha

Sento na cama e sem tranqüilidade, estremeço
O sono não vem senão me tirar ainda mais o sossego
Deito, teu corpo em sonho me incendeia, adormeço...

Ana Cristina Martins

* Publicada em 04 de Agosto de 2005, no meu primeiro blog
http://anacris-nika.weblogger.terra.com.br/2005/8/index.htm

Nenhum comentário: