sexta-feira, 21 de março de 2008

Preciso


Preciso....
Preciso desse sentimento forte, profundo
Preciso da paixão
Preciso de algo, de qualquer coisa, de um homem(?)...

Que me faça subir pelas paredes
Que me enlouqueça de tesão
Que me esquente o corpo e a mente
Que me faça me sentir como um vulcão...

Preciso disso...
Nem sei se preciso que isso dure muito ou para sempre
Se poderia ser qualquer um, ou outro, um que venha depois
Só sei que preciso disso...

Preciso disso pra me sentir viva
Preciso do sonho, do palpitar do coração, do coração na boca
Da emoção à flor da pele
Preciso da loucura do tesão, do tesão da loucura, da insensatez
Preciso de alguma insensatez...

Isso...
Preciso do não aceito, do não normal, do não convencional, do não esperado
Preciso do inesperado...
Do que não se procura, do que não tem frescura

Preciso do que foge do curso, do que muda a toda hora o percurso
Preciso de algo que me tire o medo de altura
O medo de me atirar... na imensidão do mar
O medo... da vida

Preciso...
Do que não se repete, do que não se publica
Do que não se desgasta porque não está exposto ao tempo

Preciso de tudo... o que não ocupa o tempo e o espaço
Do que não impede o passo
Do que não se quebra em estilhaço

Preciso...
da pedra na beira do rio
Da correnteza... que me leva sem destino
Do outro... que eu desconheço
De tudo... o que jamais esqueço

Ana Cristina Martins

*Publicado em 26 de julho de 2005 no meu primeiro blog
Minha primeira postagem e minha primeira poesia publicada.

Nenhum comentário: