segunda-feira, 25 de março de 2013

Toxica_mente



E quando nessas tuas
Vagas e densas cores
Sigo enredada
Te procuro às cegas
E me tragas no teu vernáculo obscuro
doutoral soberba taciturna

me sinto, sim, chicoteada
por teu vento norte
a me querer, insolente e soturno
rajada de dor e corte

mas nestas horas, estupefata
- aparte o labor de ter de curar-me as chagas –
Extremo a minha cara lucidez:

O caminho manco do sofrer
Mais que uma luta incorpórea
É um estado sínico de viver
passando à margem da história
em intermitente embriaguez

AnaCris Martins

===========

Nenhum comentário: