sábado, 9 de outubro de 2010

ALADA, OU NÃO...

Minhas asas


Vivem assim, como eu


Ora ousadas, abertas


Saindo de mim


Ora pousadas, incertas


Caindo em mim


AnaCris Martins


Um comentário:

silvioafonso disse...

.


As mesmas asas que dão beleza
e segurança ao corpo, alçam o
voo para onde queres e por
onde eu posso.

silvioafonso.




.