domingo, 26 de agosto de 2012

Mais sobre amor... "fracos" (generosos) e "fortes" (egoístas).


"Tentam adequar pessoas aos seus gostos
e os mais fracos moldam uma coisa falsa
anulam-se pelo bem de tudo.
E um dia o tirano deixa de gostar dessa criatura fraca
-ah, ele pensa que transformou o outro-
e abandona aquele quase-nada, projeto do que se achava que queria, mas não.
E o fraco aprende. Volta a ser quem a mãe pariu.
Mas vira um forte, outro aço 
a perpetuar o esmagamento do amor.
Assim gira a roda."

por Flá Perez

... e fugir de tiranos, não é tarefa das mais fáceis. Chantagens emocionais aos montes, se fazem de coitados... Não sei se os 'que se anulam' podem ser chamados de mais 'fracos'... Gikovate os chama de 'generosos'. E aos tiranos de egoístas. Mas diz que são os dois lados da mesma moeda: um se vale do outro, um 'precisa' (ou acha que precisa) do outro.
Eu penso que um generoso ferido torna-se, sim, ainda mais cruel, egoísta e esmagador do amor.

Nenhum comentário: