sábado, 30 de janeiro de 2010

E A LOUCA SOU EU!

O mundo é perfeito…
A louca sou eu!


E os conceitos e os preconceitos
os babelismos mentais
a prepotência dos fortes
a arrogância dos demais
as ejaculações do poder
e o poder dos anormais?

Mas a louca sou eu!


E os hipócritas e os dissimulados
os perversos disfarçados
os corrompidos, os corruptores
os refractários de consciência
os mentirosos e os manipuladores
e os masturbadores da ciência?

Mas a louca sou eu!


E os vigaristas e os burlões
os pedófilos e os cabrões
os proxenetas, as prostitutas
os libertinos, os debochados
os devassos das falsas lutas
os cornudos e os enganados?

Mas a louca sou eu!


E os falsários e os perjuros
os fazedores de conjuros
os salteadores da vida alheia
os carrascos da indigência
os assassinos sem cadeia
e os verdugos da demência?

E a louca sou eu?


Ana Paula Lavado in “Mentes Perversas”

3 comentários:

Tear de Sentidos disse...

Oi, Ana!!! Gostei muito do teu blog!!!
Poemas, textos esparsos, muito legal!
Em tempo: também passei por uma depressão. Passei. Bem isso: tudo passa, rsrs!!
Bj!
Tê!

Hannah disse...

Olá Ana!
Passei para lhe dizer "obrigada".
E também para lhe pedir para passar no meu blog, pois eu alterei o poema, para que desta forma possa alterá-lo aqui.
Gostei do seu "cantinho". Está fantástico.
Meu beijo.

Cris Linardi disse...

Nossa, Ana! Devo dizer que tive um gozo intelectual. E a reciprocidade deste texto com minha alma inconformada é grande!
Abraços!