sábado, 5 de maio de 2012

Poema mulherzinha

















Quando te vi
Te senti, no ato
Ai, que calafrio!
Quase infarto
Estribilho, solto
Contralto
Coisas que a vida trás
Sem aviso prévio
De assalto!

Pensei:
A ocasião bem merecia
Um salto alto!

AnaCris



Um comentário:

Wasil Sacharuk disse...

hehehhe

adorei... muito bom

beijo