quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Memória amorosa

Memória amorosa
























Pra você, meu corpo é todo aberto
Meu corpo anda tão desperto!
Passa horas brincando no seu olhar
Se despe inteiro só de notar
Teu peito aberto a me querer
Fico nua assim, sem perceber
Que é teu olhar que me rasga a roupa
E me entrega de mão cheia pra você

E o que fazer?
Me diz o que fazer?
Se teu olhar me entrega pra você
Se teu olhar me despe inteira pra você
Se minha nudez é só tua
Quando o teu olhar apaga a luz que acende a lua

Fazer o quê?
Agora que é só seu o meu bem querer
Me diz amor, o que posso fazer?

Se meu corpo é do teu peito, teu abrigo
Se teu olhar sem nada dizer, fala comigo
E eu não sei nem o que fazer quando
teu olhar não rasga a minha roupa
Não apaga a luz que acende a lua
E me deixa toda nua pra você

AnaCris

Um comentário:

Marco de Moraes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.