segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Porque eu sei que é amor...

Porque sinto uma falta imensa do olhar, da voz, das mãos, do cheiro, do calor, da simples presença da pessoa.

Mas também sinto a presença, mesmo distante.
A lembrança disso tudo, conforta, dá alento e mantém a esperança.
... e eu acho que senti muito poucas vezes isso na minha vida.


Não vejo a hora dessa tempestade acabar...
e poder viver o meu amor tranquilo, em paz.




Nenhum comentário: