terça-feira, 29 de junho de 2010

DO BEIJO

I


O beijo emudece
Mas diz tudo
E se esquece

II

O beijo cala
E a alma escala
O céu da boca

 III


O beijo silencia
Desdiz a palavra
Despontua a frase
Desrima o verso
Desacentua a crase

Abala toda
a estrutura
da poesia

IV

O beijo é
A alma travada
Na ponta da língua

 V

O beijo emudece
E à boca resta
Tatear a alma

VI
O beijo cala
Um acalanto
No canto da boca

VII

O beijo silencia
Nos lábios
Uma poesia


VIII


O beijo emudece
Traz alma à boca
E tudo umedece


IX


O beijo é
carícia melodiosa
de dedos tamborilando
pelos lábios
em pequenos
e compassados
segredos


X


O beijo
É a ante-sala
de portas escancaradas
para o desejo


XI


Ah! Se eu te beijo
Não sobra nada
Só desejo

 
AnaCris Martins
(Inspirados num 'sonho')

8 comentários:

Geraldo de Barros disse...

que lindos, Aninha.
lindo demais. calaram em mim.
eita sonho bom, pra inspirar coisas tão lindas assim

=)

beijos,
G

Flá Perez (BláBlá) disse...

adorei todos!
mas principalmente o que fala da crase, etc.
lindo demais de bem feito!

bjbjbjbjbjbjbjbjbjbjbjbjbjbj

Anônimo disse...

Um beijo!
;)

Will

AnaCris (Nika) disse...

Obrigada, queridos!

aluisio martins disse...

lindo beijo poético.

Sylvia Araujo disse...

É, Ana... ele é mesmo tudo isso e cala a gente, né? rs

Beijoca pra você

Analuka disse...

"O beijo cala
Um acalanto
No canto da boca"
...........

Muito lindo!

Beijos alados, menina.

Theresa Russo disse...

"um beijo não beijado....aquele somente desejado...talvez o mais saboroso de todos..."